Centro Acadêmico da UERJ recebe o nome de Matheusa Passarelli

Rede TVTqui, maio 10, 2018 11:50pm

Um caso no Rio de Janeiro trouxe à tona os altos números de mortes LGBTs no Brasil: o assassinato da estudante Matheusa Passarelli, que se definia como não-binária, ou seja, nem homem nem mulher. Matheusa foi julgada e condenada por traficantes de uma favela da zona norte da cidade, depois de sair de uma festa na qual teria ido trabalhar. As circunstâncias de sua morte ainda não foram esclarecidas.

Deixe um Comentário

comentários