Incêndio destrói parte de ocupação, e moradores pedem ajuda à população

Fonte: Rede Brasil Atual

Um incêndio destruiu um quarto da Ocupação Douglas Rodrigues, no Parque Novo Mundo, zona norte da capital paulista, na madrugada de hoje (18). O fogo começou por volta de 1h e destruiu um dos galpões que serviam de abrigo aos moradores. Cerca de 8 mil pessoas vivem no local, e ainda não há um número certo de quantas ficaram desabrigadas, já que o fogo destruiu uma das áreas com maior concentração de moradias. Os bombeiros ainda estão no local fazendo rescaldo.

Foram confirmadas duas mortes: o pedreiro Severino Jose Ferreira Filho, de 65 anos, e um adulto ainda não identificado. Outras pessoas passaram mal por inalar fumaça e foram encaminhadas para o Pronto-Socorro do Hospital Vila Nova Cachoeirinha. Ainda não foi descoberta a causa do incêndio. Há duas semanas um curto circuito provocou um foco de incêndio, que foi controlado pelos moradores.

Segundo Juliana Vanci, advogada do Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos, nesta madrugada os moradores não conseguiram apagar as chamas e os bombeiros demoraram a chegar. Foram enviadas 35 viaturas ao local para combater o incêndio. “Não deu tempo de salvar nada. As pessoas estão só com a roupa do corpo, muitas ainda procurando por parentes. Elas estão precisando de todo tipo de ajuda”, afirmou Juliana.

Os moradores pedem que doações sejam encaminhadas à própria ocupação, na Rua Manguari, 250, ou ao Centro Gaspar Garcia, na Rua Dom Rodó, 140, Ponte Pequena. Podem ser doados roupas adultas e infantis, alimentos e outros mantimentos, cobertores, móveis, eletrodomésticos etc.

Ainda segundo Juliana, estava marcada para amanhã uma reunião com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) e a AES Eletropaulo, com objetivo de reivindicar a regularização do fornecimento de energia elétrica no local. “Embora a prefeitura já tenha autorizado a medida, a AES Eletropaulo se nega a realizar as instalações”, disse a advogada. A rede de água já foi implementada no local, pela Sabesp.

A área da Ocupação Douglas Rodrigues tem cerca de 50 mil metros quadrados e está ocupada há dois anos. O terreno fica próximo à Avenida Marginal Tietê e pertence a empresa Ideal Empreendimentos, falida há 23 anos. A prefeitura de São Paulo decretou o local como de Interesse Social em agosto do ano passado, mas ainda não há definição sobre o que será feito no local e como se resolverá a demanda de moradia das famílias.

Deixe um Comentário

comentários

Deixe uma resposta