Livros analisam e denunciam o golpe de 2016

Fonte: Rede Brasil Atual

Ontem (19), o país vive seu centésimo dia após o afastamento da presidenta Dilma Rousseff. No dia 12 de maio, o Senado Federal deu carta branca ao Golpe de Estado que empossou interinamente o vice, Michel Temer (PMDB), ao admitir o andamento do processo de impeachment sem crime de responsabilidade de Dilma. A velocidade dos retrocessos surpreendeu a população, que deve sentir os estragos com o passar do tempo, em diversas áreas.

Neste breve período, diversos autores publicaram livros sobre a ruptura democrática que o país experimenta. Pensando nisso, o Blog da Maria Frô reuniu uma bibliografia sobre o tema. A RBA utilizou esta ideia e, além de citar os livros do blog, acrescentou alguns títulos.

Golpe 16

Golpe 16.jpg

Organizado por Renato Rovai, a obra traz textos de blogueiros, jornalistas e ativistas que denunciaram o golpe antes dele ser consumado. Além dos artigos analíticos, o livro traz uma entrevista com Dilma Rousseff. O prefácio é assinado pelo ex-presidente Lula. Editora Fórum, R$ 42.

Democracia, direitos humanos e mídia

Democracia, direitos humanos e mídia.jpg

De autoria do jornalista e deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), o livro reúne artigos publicados em jornais, revistas, blogs e sites sobre ataques à democracia e aos direitos conquistados durante os governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. A obra ainda conta com análises sobre as coberturas e o papel da mídia no golpe.

A radiografia do golpe: entenda como e por que você foi enganadoA radiografia do golpe.jpg

Neste título, o sociólogo Jessé Souza apresenta uma análise acadêmica contundente do processo de impeachment que levou ao afastamento da presidenta Dilma Rousseff. Jessé aponta como os ataques jurídicos, políticos e midiáticos reverteram o processo de hegemonia no governo brasileiro, colocando o país nas mãos dos interesses financeiros e políticos de uma pequena elite. Editora Leya, R$ 34,90.

A resistência ao golpe de 2016

A resistência ao golpe.jpgO livro reúne textos de advogados, professores e operadores do direito, cientistas políticos, jornalistas, filósofos, economistas, políticos, escritores, todos comprometidos com a resistência ao golpe, ainda que não necessariamente alinhados política ou partidariamente. Editora Canal 6, R$ 55.

A Classe Trabalhadora e a Resistência ao Golpe de 2016A resistência da classe trabalhadora ao golpe.jpg

Obra reúne 69 artigos de 87 autores de diferentes áreas de atuação. “São artigos curtos, de até cinco páginas, portanto, convidativos à leitura, mas que se propõem a fazer análises, seja política, seja econômica, seja jurídica ou seja análise social e política”, explica um dos coorganizadores da obra, o advogado Gustavo Ramos. A obra é o segundo livro de uma trilogia sobre o golpe em curso no Brasil. O primeiro livro é A Resistência ao Golpe de 2016.

A resistência internacional ao golpe de 2016

A resistência internacional ao golpe.jpgNo terceiro livro que dá sequência ao A resistência ao golpe de 2016, acadêmicos, juristas, advogados, juízes, personalidades do mundo do direito, além de alguns nomes conhecidos da política internacional, dos mais diversos países, contribuíram com artigos, opiniões e entrevistas para criticar o processo de violência contra a democracia brasileira.

Por que gritamos golpe?por que gritamos golpe.jpg

Com subtítulo Para entender o impeachment e a crise política no Brasil, a obra apresenta textos de mais de 30 autores, entre eles: Luíza Erundina e Boaventura se Souza Santos, com charges da cartunista Laerte Coutinho. Editora Boitempo Editorial, R$ 15.

O Brasil que queremos

O Brasil que queremos.jpgOrganizado pelo sociólogo Emir Sader, o livro conta com prefácio de Luiz Inácio Lula da Silva e textos de autores como o teólogo Leonardo Boff, o economista Marcio Pochmann, o médico Alexandre Padilha e a filósofa Márcia Tiburi. A obra define caminhos e utopias para um Brasil melhor, pensando em políticas progressistas em diferentes campos. Editora LPP UERJ.

Deixe um Comentário

comentários

Deixe uma resposta