Marco civil da internet: especialistas destacam motivos para aprovação

Para o coordenador do coletivo Intervozes, Pedro Ekman, a internet “é um serviço fundamental e o Estado tem que tratar isso como um direito do cidadão e não como um negócio”, que beneficia somente as operadoras de telefonia.

Deixe um Comentário

comentários