Memória e Contexto: Ossadas da Ditadura

Imagine uma vida em suspenso por 20, 30, 40 anos. É assim o dia a dia de quem teve pais, filhos, irmãos, desaparecidos durante os anos de chumbo da ditadura militar brasileira. O fim do sofrimento pode estar nos cemitérios — como os de Perus e Vila Formosa, em São Paulo — onde valas comuns abrigam ossadas de centenas e centenas de pessoas. Entre elas podem estar alguns militantes de esquerda que sumiram, depois de presos e torturados.
Encontrá-los é fundamental, não só para fechar o ciclo de vida das famílias, como também para restabelecer a verdade histórica.
As ossadas da ditadura é o tema deste Memória e Contexto.​

Memória e Contexto exibido em 22/07/2013
Tema: Ossadas da Ditadura – É o horror

Deixe um Comentário

comentários