Memória TVT – Verde Verdade – Julgamento Chico Mendes

Nem só de pão e lucro vive o homem. Renasce na chuva, que se vira em seiva, que se vira em castanha, que se vira em árvore, que se vira em rio, que volta à chuva, que volta à vida, até que o sempre deixe de ser.

O homem se alimenta de floresta. Sem ela não é homem, só vegeta.
A floresta sem o homem não tem que resistir. Vivifica. Segue sempre.
Para o povo da floresta esta verdade é natureza. É estar certo de uma verdade que está refletida em cada folha, ecoa em cada pio de ave.

Os homens, no entanto, quase sempre, fazem que esquecem esse sentido e odeiam a vida. Confundem-na com a ganância, com a vingança.
É quando vão e caçam e matam e dizem que tudo é justificável. Que o lucro, a posse o ter atraem o perdão e justificam tudo, até mesmo a morte.
Sentem assim os que assassinam chicos. Assim sentem os que acham que a floresta tem que ter dono… Lamentável sentir…

Ainda bem que a floresta germina tudo; a erva que tem o veneno da cobiça do ter e gigantes de esplendor, vida e razão do ser.

Memória TVT exibido em 15/05/2014
Tema: Verde Verdade – Julgamento Chico Mendes

Deixe um Comentário

comentários