Metalúrgicos da CUT em SP fecham acordo em dois setores

Fonte: Rede Brasil Atual

São Paulo – Em assembleia realizada ontem (13) à noite, na regional Diadema do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, os trabalhadores aprovaram acordos com os grupos 2 (setores de máquinas e eletroeletrônicos) e com o segmento de estamparia. Nos dois casos, eles terão reajuste com base na variação do INPC-IBGE acumulada em 12 meses, até a véspera da data-base (1º de setembro). O pagamento será em duas parcelas.

De acordo com a FEM-CUT de São Paulo, que reúne os sindicatos da categoria filiados à central no estado, a base de Itu, no interior, havia aprovado acordo no último sábado (8), com os mesmos grupos. Foram rejeitadas propostas feitas pelo setor de fundição e pelos grupos 3 (autopeças, forjaria e parafusos), 8 (refrigeração e equipamentos rodoferroviários, entre outros) e 10 (lâmpadas, equipamentos odontológicos, iluminação e material bélico, entre outros).

O acordo com o G2 prevê 6,62% na data-base e o complemento em fevereiro. Na área de estamparia, o pagamento será de 6,5% agora e 2,93% no mesmo mês. “A negociação está difícil porque os empresários estão divididos. Isso ocorre em um cenário de crise política e econômica, e dificulta a negociação. Diante dessa conjuntura, conseguir atingir o índice da inflação em dois grupos é uma vitória”, avaliou o presidente do sindicato do ABC, Rafael Marques da Silva.

Deixe um Comentário

comentários

Deixe uma resposta