Na ONU, Dilma diz que espionagem fere soberania e direitos humanos

A Presidenta Dilma Rousseff afirmou que o argumento de terrorismo não se sustenta para justificar espionagem norte-americana. A Presidenta fez o discurso de abertura da Assembleia da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, nessa terça feira (24).

Deixe um Comentário

comentários