Dilma: Brasil fará tudo para assegurar interesses da indústria nacional
20/04/2012

Brasília – No momento em que a comunidade internacional critica a expropriação da petrolífera espanhola YPF pelo governo argentino e a desvalorização fictícia da moeda chinesa (yuan), a presidenta Dilma Rousseff prometeu hoje (20) que o governo protegerá a indústria nacional. Ela disse que “o Brasil fará de tudo” para assegurar os “interesses” do setor.

 

“Esse país, que tem o pré-sal, que é uma potência alimentar, não vai deixar sua indústria, que é razoavelmente complexa, ser sucateada por nenhum processo de desvalorização de moedas nem por guerras comerciais, que usam métodos considerados, eu diria assim, não muito éticos”, disse a presidenta, na solenidade em comemoração ao Dia Nacional do Diplomata e de formatura de uma turma de profissionais da carreira.

 

O discurso de Dilma ocorre no mesmo dia em que há uma delegação da Argentina no Brasil, chefiada pelo ministro do Planejamento designado interventor na petrolífera, Julio de Vido. Vido tem reuniões com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e a presidenta da Petrobras, Graça Foster.

 

A presidenta defendeu ainda o fortalecimento do Brasil no cenário mundial a partir da sua consolidação na América Latina. “Simultaneamente temos que ter uma presença fortíssima na América Latina e uma presença que quer transformar as fronteiras da América Latina e as responsabilidades do Brasil em relação [à região]”, disse ela.

 

Dilma lembrou que a América Latina é exemplo de convivência harmônica e que o Brasil tem disposição de mostrar “uma outra política de relacionamento internacional é possível”. “Uma política não imperialista, de não de aproveitamento da força e da imposição de modelos. Temos de mostrar que aqui na América Latina é possível uma relação econômica mais equilibrada”, ressaltou.

 

Fonte: Agência Brasil

Comentários (0):

Comentar:

1500
Enviar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Foto5 Pará: até policiais já discutem desmilitarização, mas candidatos só falam em números

01/10/2014

Segurança Pública é central na eleição local, mas os candidatos à frente nas pesquisas expõem visão limitada da questão, com debate concentrado apenas em orçamento e efetivo da corporação
Foto5 Metrô de São Paulo destaca vigilantes para reforçar segurança nas plataformas

30/09/2014

Homens ficam posicionados ao lado de botões de emergência nas plataformas. Após pane geral em fevereiro, Alckmin acusou ´vândalos´ de acionar sistema para boicotar seu governo
Foto5 Para Sindicato dos Bancários de SP, negociação esbarra na ganância dos banqueiros

30/09/2014

Presidenta da entidade afirma que a categoria, em greve a partir desta terça, não vai se conformar com a proposta de aumento real menor que 1% num setor em que o lucro líquido cresceu 16,5% em um ano
Foto5 Historiador diz que propaganda e mídia garantem longevidade do PSDB em SP

30/09/2014

Em 2013, gasto de Alckmin com publicidade (R$ 238 milhões) foi maior que orçamento da Casa Civil (R$ 191 mi) e mais que a soma dos da educação (R$ 110 milhões) e da segurança (R$ 108 milhões)
Foto5 Declarações de Levy contra homossexuais motivam beijaço e ações na Justiça

30/09/2014

Deputados anunciam apresentação de representações no Ministério Público contra incitação à violência. Jean Wyllys afirma que Levy passa a ser responsável por atos de ódio surgidos de sua declaração
Compartilhe a TVT
Informativo TVT - Cadastre-se

Nome

E-mail

CUT CNM CUT MCUT ABCD Maior Brasil Rede Brasil Atual SM ABC

Algo errado aconteceu:

Por favor, insira um email válido.