Dilma: Brasil fará tudo para assegurar interesses da indústria nacional
20/04/2012

Brasília – No momento em que a comunidade internacional critica a expropriação da petrolífera espanhola YPF pelo governo argentino e a desvalorização fictícia da moeda chinesa (yuan), a presidenta Dilma Rousseff prometeu hoje (20) que o governo protegerá a indústria nacional. Ela disse que “o Brasil fará de tudo” para assegurar os “interesses” do setor.

 

“Esse país, que tem o pré-sal, que é uma potência alimentar, não vai deixar sua indústria, que é razoavelmente complexa, ser sucateada por nenhum processo de desvalorização de moedas nem por guerras comerciais, que usam métodos considerados, eu diria assim, não muito éticos”, disse a presidenta, na solenidade em comemoração ao Dia Nacional do Diplomata e de formatura de uma turma de profissionais da carreira.

 

O discurso de Dilma ocorre no mesmo dia em que há uma delegação da Argentina no Brasil, chefiada pelo ministro do Planejamento designado interventor na petrolífera, Julio de Vido. Vido tem reuniões com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e a presidenta da Petrobras, Graça Foster.

 

A presidenta defendeu ainda o fortalecimento do Brasil no cenário mundial a partir da sua consolidação na América Latina. “Simultaneamente temos que ter uma presença fortíssima na América Latina e uma presença que quer transformar as fronteiras da América Latina e as responsabilidades do Brasil em relação [à região]”, disse ela.

 

Dilma lembrou que a América Latina é exemplo de convivência harmônica e que o Brasil tem disposição de mostrar “uma outra política de relacionamento internacional é possível”. “Uma política não imperialista, de não de aproveitamento da força e da imposição de modelos. Temos de mostrar que aqui na América Latina é possível uma relação econômica mais equilibrada”, ressaltou.

 

Fonte: Agência Brasil

Comentários (0):

Comentar:

1500
Enviar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Foto5 Morre Dirceu Travesso, fundador do PSTU e visionário socialista

16/09/2014

Didi, como era conhecido, foi dirigente sindical bancário e também um dos mentores da CSP Conlutas, central sindical
Foto5 Em encontro com artistas, Marina não se compromete com orçamento para a cultura

16/09/2014

Candidata preferiu não definir vinculação para setor, que hoje recebe apenas 0,1% das receitas brutas da União. Movimentos pedem 2%. ´Só nos comprometemos com a saúde´
Foto5 Por reintegração de posse, PM avança violentamente contra sem-teto no centro de SP

16/09/2014

Cerca de 200 famílias viviam há seis meses em prédio abandonado na avenida São João; negociação começou na madrugada, mas violência eclodiu a partir das 7h
Foto5 Vannuchi: debate presidencial promovido pela CNBB vai abordar temas sociais

16/09/2014

Analista político avalia que o papado de Francisco trouxe de volta à Igreja Católica o debate da Teologia da Libertação e ambiente é ?menos conservador? do que em 2010
Foto5 Favorito ao Senado, Romário faz campanha ´solo´ no Rio

16/09/2014

Ao que indicam as pesquisas eleitorais, ex-jogador está perto de conquistar cadeira de senador após quatro anos como deputado. Próximo de Lindberg, Romário evita campanha ao lado do petista
Foto5 Dilma promete usar recursos do pré-sal para fortalecer setor cultural

16/09/2014

Compromisso foi assumido pela presidenta, durante encontro com artistas e intelectuais que lotou na noite de ontem (15) o Teatro Oi Casa Grande
Compartilhe a TVT
Informativo TVT - Cadastre-se

Nome

E-mail

CUT CNM CUT MCUT ABCD Maior Brasil Rede Brasil Atual SM ABC

Algo errado aconteceu:

Por favor, insira um email válido.