Peritos já identificaram 139 ossadas no Cemitério de Perus

Antropólogos da Unifesp e especialistas estrangeiros identificaram ossadas de vítimas da ditadura, que estavam em vala clandestina. Trabalhos terminam no fim de 2015.

Deixe um Comentário

comentários