TVT NA HISTÓRIA: OSSADA DE PERUS

Rede TVTsex, fevereiro 23, 2018 11:49pm

Quase 50 anos depois de sua morte, a ossada do militante político Dimas Antônio Casemiro foi identificada na famigerada vala de Perus, situada no Cemitério Dom Bosco, no bairro Perus, zona norte de São Paulo.
Esta vala foi identificada apenas em 1990, quando o administrador do cemitério na época, Antônio Pires Eustáquio percebeu, depois de um processo de exumação, que haviam ossadas não identificadas enterradas ali, que não haviam sido submetidas aos trâmites devidos.
Durantes muitos anos, muitos esforços foram realizados para analisar e identificar as ossadas encontradas no cemitério Dom Bosco, mas a falta de recursos e o poder público tiveram mais sucesso em frear as investigações.
Apenas em 2014, com as comissões regionais e nacionais da verdade, é que os trabalhos puderam ser retomados de fato.
Quatro anos depois, em um trabalho conjunto entre o Grupo de Trabalho Perus (GTP-Perus), das secretarias de Direitos Humanos dos governos federal e municipal de São Paulo e das Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Universidade de São Paulo (USP), contando com um outro laboratório situado na Bósnia – International Comission on Missing Persons (ICMP) – foi possível identificar a ossada de Casemiro e, assim, fortalecer a importância desse trabalho de identificação dessas vítimas da ditadura, que a história não tratou de jogá-los no esquecimento.

Deixe um Comentário

comentários