🔴 Democracia imita a arte, com Débora Duboc e Toni Venturi – Conde na TVT

Débora Duboc é atriz, formada em Artes Cênicas pela Unicamp. Montou clássicos como Ricardo III, de Shakespeare, A Bilha Quebrada de H. Kleist, A Arte da Comédia de Edoardo de Fellipo e Srta. Else de Schnitzler, entre outros.

Foi idealizadora, curadora e atriz, junto com Renato Borghi, das duas edições da Mostra Contemporânea de Dramaturgia. Montou em 2000 sua própria companhia, Olhar Imaginário – Núcleo de Teatro, com a qual produziu as Mostras de Dramaturgia Contemporânea e o musical contemporâneo Espírito da Terra.

Atuou em curtas e em longas metragens. Protagonizou os filmes Latitude Zero e Cabra Cega de Toni Venturi, entre outros.

Além disso, a atriz coleciona uma longa lista de importantes prêmios, como o Shell, o APETESP e o APCA de Melhor Atriz (por Senhorita Else/1997), Melhor Atriz nos Festivais de Cinema de Miami, Kiev e da Academia Brasileira de Cinema (por Latitude Zero/2002), Melhor Atriz no FestiCine Belém e no Contigo Pantene de Cinema Brasileiro (Cabra-Cega/2005).

Ganhou também o Prêmio Shell Especial pela Curadoria da Mostra de Dramaturgia Contemporânea.

Toni Venturi é cineasta. Morou no Canadá de 1976 até 1984, onde se graduou Bacharel em Artes Fotográficas – Cinema, pela University Of Ryerson, em 1984. Também formou-se em Comunicação Social – Cinema pela Universidade São Paulo, em 1987.

Foi diretor e produtor do longa-metragem de ficção Cabra-cega e do documentário para TV No Olho Do Furacão.

Também dirigiu o longa-metragem de ficção Latitude Zero, baseado na peça de Fernando Bonassi: As Coisas Ruins da Nossa Cabeça. Em 2001, o filme participou do 51ª Festival de Berlim, Seção Panorama. Ganhou 15 prêmios em festivais nacionais e internacionais nas categorias de melhor direção, ator, atriz e arte.

Venturi dirigiu O Velho, A História De Luís Carlos Prestes. Documentário longa metragem e série de 04 episódios para TV. Ganhou 3 prêmios de melhor filme em festivais de cinema nacionais e foi premiado em Cuba.

Diretor da série “Teletubbies” da Rede Globo, em 1998. Diretor do programa “Conexão Roberto D’avila”, de entrevistas, em 1996. Diretor da série de documentários institucionais “Gente Que Faz”, patrocinado pelo Banco Bamerindus (1995 – 97).

Diretor e Produtor dos seguintes curtas metragens: Ficção futurista com Jonas Bloch passada nos últimos dias do milênio; Guerras, Documentário sobre a vida do poeta luso-brasileiro Antonio José, que morreu queimado nas fogueiras da Inquisição no século XVIII; e Under The Table sobre o drama dos imigrantes em situação ilegal latino-americanos que vivem em Toronto, Canadá.

Venturi também dirigiu Estamos Juntos (2011), no qual Dira Paes faz o papel de uma líder do movimento dos sem teto em São Paulo; Dia de Festa (2005), documentário sobre os movimentos de ocupação de prédios abandonados em São Paulo.

Atualmente é dono da produtora audiovisual Olhar Imaginário.

#DéboraDuboc
#ToniVenturi
#CondenaTVT
#Democracia

📌 Fortaleça a TVT e a Rádio Brasil Atual! Manda um Pix. Chave: pix@tvt.org.br
🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários