🔴 Governo exonera diretor citado em denúncia – Wizard comparece à CPI e não responde senadores

Boletim Bom Para Todos desta quarta-feira está no ar com as notícias do dia!

– Amparado em habeas corpus do STF, Carlos Wizard comparece à CPI mas se recusa a responder perguntas. Wizard passou de deponte a investigado depois de não comparecer à sessão marcada anteriormente, ele é suspeito de compor o Ministério da Saúde Paralelo do governo Jair Bolsonaro. Wizard fez um longo discurso negando todas as acusações e anunciou que não responderia às perguntas;

– Os senadores prosseguiram, então, exibindo vídeos com o próprio wizard desmentindo sua fala inicial e fazendo perguntas. Mas o empresário não respondeu a nenhuma;

– CPI da Covid vai ouvir na sexta-feira representante da empresa que denunciou esquema de propina no Ministério da Saúde. Luiz paulo Domingetti foi convocado depois de, numa entrevista à Folha de São Paulo, acusar o diretor de logística do Ministério da Saúde de pedir propina de U$1 por dose de vacina comprada pelo governo Jair Bolsoanro;

– Roberto Ferreira Dias, indicado ao Ministério de Saúde em 2019 por deputados do centrão, entre eles Ricardo Barros foi exonerado do cargo após as denúncias;

– O Ministério da Saúde suspendeu o contrato de compra da Covaxin, a vacina indiana cuja negociação também é alvo da CPI da Covid depois de denúncias de irregularidades;

– Amanhã a CPI vai ouvir o dono da precisa medicamentos, que negociava a Covaxin com o Ministério da Saúde.

#BoletimBPT
#CPIdaCovid
#CarlosWizard
#MinistérioDaSaúde
#Propina

🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Fortaleça a TVT. Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários