6ª queda consecutiva da indústria é reflexo da ausência de política e investimentos federais

O sociólogo, consultor sindical e ex-diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, aponta como fatores da sexta queda consecutiva da produção industrial os efeitos da pandemia aliados à ausência de políticas e investimentos por parte do governo de Bolsonaro para reorganizar o setor. Com isso, economia perde massa salarial, empresas deixam de produzir e consumo das famílias cai, cenário agravado por desemprego e aumento da inflação. Clemente diz que no último ano a queda salarial média do trabalhador brasileiro foi de 10%, reflexo de economia com desemprego, arrocho salarial e queda do poder de consumo das famílias. Confira na reportagem de Glauco Faria.

📌 Fortaleça a TVT e a Rádio Brasil Atual! Manda um Pix. Chave: pix@tvt.org.br
🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários