Alimentos pressionam inflação e população mais pobre é duramente prejudicada 🎙

Os preços dos alimentos dispararam na prévia da inflação de setembro e puxaram mais uma vez o índice. O IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor – Amplo 15) acelerou para 0,45%, o maior para um mês de setembro desde 2012 (0,48%). Dentre os produtos que mais subiram, destacam-se o arroz, que disparou quase 10% e acumula alta de 28,05% no ano. O feijão também teve forte alta e já subiu de 19% a 44% no ano. Em entrevista à Rádio Brasil Atual, Patrícia Costa, supervisora de pesquisa do Dieese, explicou os motivos da alta de preços dos alimentos e detalhou como o aumento impacta na população, sobretudo a mais vulnerável. Assista ao vídeo.

🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Fortaleça a TVT. Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários