Auxílio emergencial deve impedir quase 6% do PIB até 2040

Um estudo realizado pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar), da Universidade Federal de Minas Gerais, mostra que o auxílio emergencial evitou que o produto Interno Bruto (PIB) brasileiro tivesse uma queda adicional de 2,4 pontos porcentuais no ano passado (a retração foi de 4,1%). Além disso, o benefício deve impedir quase 6% de perdas acumuladas para a soma das riquezas produzidas pelo país até 2040. Em entrevista à Rádio Brasil Atual, José Silvestre, diretor adjunto do Dieese, falou sobre a importância do programa de transferência de renda no país. Assista ao vídeo.

📌 Fortaleça a TVT e a Rádio Brasil Atual! Manda um Pix. Chave: pix@tvt.org.br
🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários