Bolsonaristas contavam até com os CACs para dar o golpe

Os tenentes-coronéis Sérgio Cavaliere e Mauro Cid, ex-braço direito de Jair Bolsonaro, conversaram para mudar o resultado das eleições e até mesmo conceder benefícios para os envolvidos na trama golpista, caso os planos falhassem. Os diálogos obtidos pela Polícia Federal são de 19 de novembro de 2022. Já em depoimento à Polícia Federal, Mauro Cid afirmou que “radicais” defenderam usar “um braço armado” durante o planejamento de golpe de estado. Ele afirmou que esse grupo acreditava que CACs, Colecionadores, Atiradores e Caçadores, apoiariam Jair Bolsonaro se ele decidisse reverter o resultado das eleições de 2022. O governo Bolsonaro concedeu, em média, 691 registros de novas armas por dia a CACs entre 2019 e 2022.

⚠️ Seja membro deste canal e ganhe benefícios:
https://www.youtube.com/channel/UCmQTY7b5w61WlmBbJ5a8XrQ/join

👍🏽 Curta o vídeo e ajude a Rede TVT compartilhando com os amigos!
🔔Inscreva-se no canal da Rede TVT: www.youtube.com/redetvt
⚠️ Apoie a TVT a levar o sinal para todo o Brasil com o novo app de streaming:
Acesse https://www.catarse.me/tvt ou pelo QRCode do vídeo.

Deixe um Comentário

comentários