Cruzes na Esplanada dos Ministérios homenageia mortos em Brumadinho

272 cruzes e pedidos por justiça. Um ato nesta quinta-feira na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, marcou os cinco anos da tragédia ambiental de Brumadinho, a maior da história do Brasil. 270 pessoas morreram, entre elas duas grávidas, na cidade da região metropolitana de Belo Horizonte em 25 de janeiro de 2019, quando uma barragem da mina do Córrego do Feijão colapsou e liberou 11 milhões de metros cúbicos em dejetos de mineração. Meia década depois, socorristas ainda buscam restos humanos que permitam localizar os corpos de três desaparecidos nunca encontrados. A tragédia encheu de lama o rio Paraopeba e deixou a água inutilizável para beber ou pescar, de acordo com os moradores dos 26 municípios afetados. A Vale chegou a um acordo com o governo em 2021 para pagar 38 bilhões de reais em danos, inclusive para limpeza ambiental. A empresa também afirma que fechou indenizações individuais que totalizam mais de 3,5 bilhões de reais com as famílias das vítimas e outras pessoas afetadas pela tragédia. O ex-diretor-executivo da Vale, Fabio Schvartsman, e outras 15 pessoas foram processadas em janeiro de 2023, mas ninguém foi punido ainda. As causas da tragédia seguem indeterminadas.

⚠️ Seja membro deste canal e ganhe benefícios:
https://www.youtube.com/channel/UCmQTY7b5w61WlmBbJ5a8XrQ/join

👍🏽 Curta o vídeo e ajude a Rede TVT compartilhando com os amigos!
🔔Inscreva-se no canal da Rede TVT: www.youtube.com/redetvt
⚠️ Apoie a TVT a levar o sinal para todo o Brasil com o novo app de streaming:
Acesse https://www.catarse.me/tvt ou pelo QRCode do vídeo.

Deixe um Comentário

comentários