Incra quer vender parte de assentamento no Pará a uma empresa canadense

O Incra, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, pretende vender parte da terra de famílias assentadas há mais de 22 anos na região da Volta Grande do Xingu, no Pará, à empresa Belo Sun, do Canadá, para a exploração de ouro. Seiscentas famílias vivem no local, uma área de 2.428 hectares.

Em troca, de ceder espaço à mineração, o Incra vai receber uma fazenda a 1.500 quilômetros de distância e ter participação no lucro da exploração da terra. Especilaistas chamam a atenção para o desvio de função do Incra, que tem objetivo por lei de regularização agrária com foco social, o que o órgão não tem feito. Neste caso, além de atuar contra os assentados, o Incra ainda negocia mineração de ouro, o que pode ser desastroso para a natureza.

#Incra
#AssentamentoPará
#VoltaGrandedoXingu
#SeuJornal

📌 Fortaleça a TVT e a Rádio Brasil Atual! Manda um Pix. Chave: pix@tvt.org.br
🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários