Live do Conde! PT quer tomar outro golpe? Globo captura governo Lula para sufocar mídia democrática

,
Pix do Conde: [email protected]

A Câmara dos Deputados disponibilizou no sábado (12) o PL 2370/2019, ou PL da Globo. Se aprovada, a legislação favorecerá os grupos de comunicação monopolistas, forçando as empresas de tecnologia a remunerar o chamado “jornalismo profissional”, enquanto o isenta de pagar direitos autorais a artistas.

A proposta, redigida por Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e relatada por Elmar Nascimento (União Brasil-BA), candidato a sucessor de Arthur Lira (PP-AL) na presidência da Câmara, vem após o PL 2630, conhecido como ‘PL das fake news’, empacar na Casa devido a falta de consenso entre os deputados mesmo após a aprovação do regime de urgência.

O artigo 21-B trata da remuneração dos produtores de conteúdo jornalístico, estabelecendo critérios rígidos, nomeadamente “o volume de conteúdo jornalístico original produzido”; “a audiência, nas plataformas digitais de conteúdos de terceiros, dos conteúdos jornalísticos produzidos pelas pessoas jurídicas” e “o investimento em jornalismo aferido pelo número de profissionais do jornalismo regularmente contratados pela empresa”.

O texto também assinala que as empresas jornalísticas serão “livres” para negociar com as plataformas digitais, prevendo ainda “negociação coletiva”. Também “assegura” a “equidade” na resolução de conflitos entre as big techs e as empresas jornalísticas, apontando o Judiciário como foro final.

Com isso, empresas menores, como as que produzem o jornalismo independente e não dispõem de capacidade de investimento comparável à Rede Globo, por exemplo, estarão prejudicadas. Na prática, o projeto irá transferir recursos da publicidade digital, que remuneram milhares de criadores de conteúdo independentes em plataformas como o YouTube, para os monopólios de comunicação, como a Globo, que têm maior poder de barganha.

O projeto também contraria as promessas feitas pelo presidente Lula durante a campanha presidencial de “democratização da mídia”. Trata-se de um projeto tratado pelo mercado de mídia como o PL da Globo, que será a empresa claramente favorecida pelo texto.

Deixe um Comentário

comentários