Modalidade de trabalho intermitente, que não prevê jornada e salário fixos 🎙

Victor Pagani, supervisor do escritório do Dieese em São Paulo, afirma que esse saldo positivo das contratações foi decorrente da modalidade de trabalho intermitente instituída a partir da reforma trabalhista do governo Temer. Pagani classifica como sendo a modalidade mais precária de contratação e não garante direitos dos trabalhadores. Ele explica que o trabalhador é contratado, mas não tem garantia de jornada mínima nem de salário no fim do mês, mesmo sendo obrigado a ficar à disposição da empresa que o convoca para trabalhar, recebendo apenas as horas efetivamente trabalhadas. Pagani diz que os dados mostram casos de trabalhadores que passam o mês inteiro sem ser convocado para trabalhar.

#Dieese
#SãoPaulo
#VictorPagani

🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Fortaleça a TVT. Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários