Queda de apoio a Bolsonaro é resultado da inércia de seu governo e de sua falta de empatia com povo

Rosemary Segurado, cientista política e professora da PUC-SP e da escola de Sociologia e Política de São Paulo, fala sobre a importância das redes sociais nas eleições de 2022 e analisa resulta da pesquisa Quaest mostrando que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva termina 2021 com liderança em popularidade digital e à frente de Jair Bolsonaro. A cientista política aponta que a pesquisa traz dados importantes para se saber como será o uso das redes sociais nas eleições deste ano. “É sabido que Bolsonaro construiu base de apoio nas mídias digitais e que isso faz parte de uma estratégia da extrema-direita internacional como forma de construção de narrativas”, afirma. Para ela, a queda crescente de popularidade do presidente, também na liderança digital, é resultado da inação de seu próprio governo Bolsonaro. Rosemary afirma que um dos grandes desafios da justiça eleitoral será impedir que em 2022 se repitam os ataques e fake news das eleições de 2018 por parte de milícias digitais do bolsonarismo. Acompanhe a entrevista de Glauco Faria.

📌 Fortaleça a TVT e a Rádio Brasil Atual! Manda um Pix. Chave: pix@tvt.org.br
🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários