‘Remoção de estátuas: é preciso desconstruir mitos e uma visão distorcida da história’ 🎙

Em entrevista à Rádio Brasil Atual, o arquiteto, urbanista e professor universitário Nabil Bonduki disse que já passou da hora do Brasil fazer essa discussão de remover estátuas escravocratas de sua história. Ele cita como exemplo o monumento do bandeirante Borba Gato, em Santo Amaro, zona sul da cidade de São Paulo, que agora vive cercada por grades e por integrantes da Guarda Civil Metropolitana (GCM). Bonduki defende um processo de contextualização histórica, em que as pessoas possam entender e participar da remoção desses monumentos. Assista ao vídeo e confira o bate-papo na íntegra.

🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT
📱 Adicione a TVT no Whatsapp (11) 99798-4042 e mande mensagem com seu nome e cidade/estado para receber novidades!

Seja membro deste canal e ganhe benefícios:
https://www.youtube.com/channel/UCmQTY7b5w61WlmBbJ5a8XrQ/join

Deixe um Comentário

comentários