‘Retirada de Paulo Abrão pela OEA é um complô e atentado contra autonomia da CIDH’ 🎙

O brasileiro Paulo Abrão foi vetado antes de assumir um novo mandato no cargo de secretário-geral da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), sob a alegação de denúncias administrativas. A medida abre uma crise inédita no sistema da Organização dos Estados Americanos (OEA). Abrão foi escolhido para o cargo em 2016 e, neste mês, teria seu mandato renovado. Em entrevista à Rádio Brasil Atual, o advogado Belisário dos Santos Junior, membro da Comissão Arns, destaca que a retirada de Abrão pela OEA é um complô e atentado contra autonomia da CIDH. Assista ao vídeo.

🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Fortaleça a TVT. Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários