Sem testagem em massa nem dados, Brasil entra 2022 sem saber dimensão real da Covid no país

O cientista de dados e coordenador da Rede Análise Covid-19, Isaac Schrarstzhaupt analisa os efeitos no combate à pandemia de um mês de apagão de dados de Covid-19 no Brasil. Em 10 de dezembro, Ministério da Saúde e plataformas de notificação de número de casos, óbitos e vacinação sofreu ataque cibernético que tirou sistemas do ar. Segundo Issac, mesmo que o governo cumpra a promessa de regularização, o acúmulo de dados atrasados misturados com o aumento real de casos impedirá que se saiba o tamanho efetiva dessa nova onda de Covid puxada pela variante ômicron no Brasil e quais são as regiões mais afetadas.
Outro dado que não está claro é o tamanho da cobertura vacinal no Brasil. “Estamos acompanhando a situação por dados isolados, como filas em hospitais, relatos, laboratórios privados que estão mostrando grande aumento de positividade da doença e filas em unidades de saúde. Estamos indo por essas inferências”, afirma o cientista. Confira na entrevista de Glauco Faria.

📌 Fortaleça a TVT e a Rádio Brasil Atual! Manda um Pix. Chave: pix@tvt.org.br
🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários