STF derruba tese do marco temporal, mas é preciso não baixar a guarda

Após onze sessões de julgamento, o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou, por nove votos a dois, a validade do marco temporal para a demarcação de terras indígenas. Com o voto final da presidente da Corte, ministra Rosa Weber, nove ministros se manifestaram contra a tese — Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Cristiano Zanin, Luís Roberto Barroso, Dias Toffoli, Luiz Fux, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes. Em entrevista ao programa Bom Para Todos da TVT, Miguel Stediles, editor do Ponto Newsletter do Brasil de Fato e integrante do Front Instituto de Estudos Contemporâneos, destaca que é hora de comemorar a luta dos povos indígenas, mas também é preciso não baixar a guarda.

⚠️ Seja membro deste canal e ganhe benefícios:
https://www.youtube.com/channel/UCmQTY7b5w61WlmBbJ5a8XrQ/join

👍🏽 Curta o vídeo e ajude a Rede TVT compartilhando com os amigos!
🔔Inscreva-se no canal da Rede TVT: www.youtube.com/redetvt
⚠️ Apoie a TVT a levar o sinal para todo o Brasil com o novo app de streaming:
Acesse https://www.catarse.me/tvt ou pelo QRCode do vídeo.

Deixe um Comentário

comentários