‘STF deve resguardar direitos dos Xokleng ou será avalista do genocídio e da devastação’ 🎙

Em manifestação escrita ao Supremo Tribunal Federal (STF), o povo Xokleng defende que o direito dos povos indígenas à demarcação de suas terras tradicionais é originário e, por isso, não pode ser limitado por nenhum marco temporal. As alegações dos Xokleng foram incluídas no processo do Recurso Extraordinário (RE) 1.017.365, julgamento de repercussão geral que pode definir o futuro das demarcações de terras indígenas no Brasil. Em entrevista à jornalista Marilu Cabañas, o coordenador-geral do Cimi, Roberto Antonio Liebgott, e Kretã Kaingang, da coordenação executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) explicaram que essa é a última manifestação dos indígenas no processo antes que seu julgamento tenha início. Assista ao vídeo.

🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Fortaleça a TVT. Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários