Voto de Nunes Marques a favor do marco temporal e contra indígenas no STF se alinha ao agronegócio

O ministro Nunes Marques votou a favor do marco temporal e o julgamento foi suspenso outra vez no Supremo Tribunal Federal após um pedido de vista feito pelo ministro Alexandre de Moraes. Indicado por Bolsonaro à Suprema Corte, Marques apresentou seu voto a favor da tese que que beneficia ruralistas e extrativistas. Em entrevista à Rádio Brasil Atual, a advogado Paloma Gomes, assessora jurídica do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), e Tayara Pataxó, liderança indígena da Aldeia Pataxó Novos Guerreiros, analisaram o voto do magistrado e afirmaram que a sua decisão se alinha ao agronegócio. Assista ao vídeo.

📌 Fortaleça a TVT e a Rádio Brasil Atual! Manda um Pix. Chave: pix@tvt.org.br
🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

Deixe um Comentário

comentários